Commenti dei lettori

Como Funciona, Proveitos, Como Remar E Dicas

"Pedro Isaac" (2018-05-08)

In risposta a Online Essay Help UK
 |  Invia una risposta

este conteúdo

Utilizada por praticantes das mais inúmeras modalidades esportivas, a maltodextrina é um dos suplementos mais recomendados como referência rápida de energia. Contudo o que é a maltodextrina exatamente, para que serve e como tomar para melhores resultados? Derivada de alimentos como o milho e a batata, a maltodextrina é uma ótima fonte de combustível de rápida absorção no corpo, e teu uso garante energia não apenas para os exercícios assim como também para a nutrição das fibras musculares.


Conheça pouco mais a respeito da maltodextrina e como tomar este suplemento à base de carboidratos. O que é Maltodextrina? A maltodextrina é um carboidrato complexo de alto índice glicêmico, obtido a partir do amido de milho ou de novas fontes como a mandioca e o arroz. Porém bem que seja um polissacarídeo, a maltodextrina detém uma cadeia mais curta e menos compacta que os demasiado carboidratos complexos, o que significa que tua digestão é bem mais rápida que a do arroz integral, como por exemplo.


  • Quatro- Ausência de Questão
  • Ver Influencer! Filho de Neymar e Carol Dantas se diverte com filmes pela internet
  • um colher (sobremesa) rasa de mel
  • Mesa Extensora

Como detém digestão acelerada, a maltodextrina é usada como fonte de energia rápida pras células e também como repositora dos estoques de glicogênio das fibras musculares e do fígado. Ao ser absorvida no intestino, a maltodextrina precisa a princípio atravessar pelo fígado antes de entrar nas células. É lá que serão rompidos os elos da cadeia de glicose, permitindo que a energia fique acessível de maneira prática pros tecidos.


Este recurso acontece em pouco tempo, de maneira que uma extenso quantidade de açúcar (glicose) entra na corrente sanguínea depois da metabolização no fígado. Para poder entrar nas células, esse açúcar tem que da atuação da insulina, um hormônio secretado pelo pâncreas cuja principal função é exatamente se ligar a receptores que estimulem a passagem da glicose pela membrana celular. Maltodextrina ou Dextrose Antes e Depois do Treino? Quando a quantidade de glicose na corrente sanguínea eleva-se de maneira muito rápida - o que ocorre no momento em que você consome maltodextrina e dextrose - uma concentração superior de insulina é liberada para poder retirar este excedente de açúcar da circulação.


A este evento oferece-se o nome de pico de insulina, e tua importancia para quem pratica musculação reside no caso de que a insulina é um hormônio altamente anabólico. Ou melhor, a insulina facilita a entrada de nutrientes nas fibras musculares e acelera a regeneração e a hipertrofia muscular. Portanto, quando utilizada no pós-treino, a maltodextrina serve pra aperfeiçoar a absorção de proteínas e demais nutrientes pelo tecido muscular. Outra função da maltodextrina é repor os estoques de glicogênio do fígado e dos músculos, uma vez que esses foram sensivelmente reduzidos no decorrer do exercício. Agora quando consumida em um momento anterior e ao longo da atividade física de alta intensidade (como a corrida, como por exemplo), a maltodextrina serve como fonte de energia rápida e estável, garantindo combustível para a massa muscular até o final do exercício.


A dextrose é outro suplemento à base de carboidratos bem como bastante utilizado por quem pratica musculação, entretanto, apesar de seja um açúcar, a dextrose detém absorção ainda mais rápida que a maltodextrina. Isso acontece pelo motivo de a dextrose é um monossacarídeo, isto é, é desenvolvida por somente uma molécula de glicose. Entretanto essa assimilação mais lenta assim como confere uma vantagem à maltodextrina, que é exatamente a de ser uma fonte de energia gradual e não tão concentrada como a dextrose.


Desta forma, podemos falar que a dextrose fornece muita energia em muito pouco tempo, enquanto a maltodextrina disponibiliza a mesma quantidade de energia, mas em um intervalo de tempo maior. Um outro lugar envolvente que eu gosto e cita-se a respeito do mesmo conteúdo nesse web site é o blog Fonte Original. Pode ser que você goste de ler mais a respeito nele. Outra diferença entre os 2 tipos de carboidratos é que o pico quase instantâneo de insulina causado na dextrose pode causar um acúmulo de gordura abdominal, especialmente se houver um consumo exagerado de calorias ao longo do dia.


Já a maltodextrina possui um efeito menos acentuado nas taxas de glicose, o que se traduz em uma pequeno liberação de insulina e um traço menor de acúmulo de gordura no tecido adiposo. A primeira é que, quando em excesso na circulação, a insulina acelera a entrada de glicose nas células, o que favorece para uma queda nos níveis de açúcar no sangue. Quando isso acontece, o cérebro recebe um sinal para elevar outra vez as taxas de glicose, o que podes ser feito de diferentes maneiras, sendo uma delas o aumento do apetite. Pela prática, isso significa que após ingerir maltodextrina você poderá sentir muita fome logo em seguida, o que poderá transportar a um consumo de calorias superior do que o vital para a manutenção do metabolismo. Outra desculpa pela qual a maltodextrina pode ficar mais gordo é por meio da conversão do exagero de açúcar em gordura.


Quando você toma maltodextrina, ela será utilizada para repor o glicogênio muscular e o hepático, entretanto caso a quantidade de glicose seja maior do que o corpo humano necessita, o excedente será convertido pelo fígado em ácidos graxos. Isto é, gordura no abdômen e excessivo tecidos com excedente de células lipídicas. Para quem pratica atividades aeróbicas de alta intensidade, como a corrida, natação ou ciclismo, o melhor horário pra tomar a maltodextrina é de imediato antes e no decorrer do treino, pra garantir um fornecimento prolongado de energia. Por que tomar a maltodextrina ao término do treino? Porque, como de imediato vimos, ela circunstância um pico de insulina, e no pós-treino é quando você mais vai ter que da atuação desse hormônio anabólico para enviar nutrientes para a recuperação muscular.



Aggiungi un commento



ISSN: 1234-1235